Edição de N° 890

BRASIL

Sexta-feria, 24 de Novembro de 2023
Edição de N° 890

O PADRE VAI DELATAR?

imagem manchete

A confissão é um sacramento sábio da igreja. "Confessa e serás perdoado". Mas a confissão tem que ser completa. E inclui delação dos cúmplices. Aí mora o maior perigo. Esse é o dilema do padre que teria roubado cerca de R$ 170 milhões dos pobres e doentes de João Pessoa.
Após três semanas de escândalos na saúde da Paraíba, a dúvida persiste e tira o sono de autoridades. O padre, já condenado com suspensão de ordem pela Igreja, vai fazer delação premiada? O bicho está pegando. O advogado que sugeriu a linha, contratado a peso de ouro, incenso e mirra, foi demitido. Forças invisíveis blindaram o sacerdote. O Governo do Estado, no centro das três denúncias, dizem, treme nas bases e nos apoios.
Leia detalhes no nosso site e nesta edição.

NOSSO TIME
Diretor Geral: José Nivaldo Junior. Dir. de Redação: Antônio Magalhães. Editora Nacional: Hylda Cavalcanti. Editor Regional NE: Severino Lopes .
UM EMPREENDIMENTO GLOBALZ CONSULTORIA


ZANIN TRABALHA PARA DERRUBAR REVISÃO DA VIDA TODA DE APOSENTADOS

imagem manchete

Mais uma vez os aposentados se distanciam da possibilidade de um ganho extra na parca pensão diante do voto do ministro Cristiano Zanin, do STF, para anular uma decisão colegiada do Supremo que autorizou a chamada revisão da vida toda em aposentadorias pagas pelo INSS. O recálculo nos valores da aposentadoria fora autorizado pelo Supremo, em determinados casos, por 6 votos a 5, em dezembro do ano passado. Agora, Zanin quer desfazer a decisão, formando uma nova maioria, desta vez contrária ao que foi acertado. Leia mais nesta edição.

EM PRIMEIRA MÃO

Coluna Diária

PACHECO DIZ QUE CONGRESSO VAI AVALIAR VETO DE LULA ESTE ANO

PACHECO DIZ QUE CONGRESSO VAI AVALIAR VETO DE LULA ESTE ANO
Ao comentar hoje à tarde o veto total ao projeto que prorrogava a desoneração da folha de pagamento de 17 setores da economia e de municípios pequenos, o presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), defendeu a desoneração e prometeu analisar o veto presidencial ainda neste ano. Ao mesmo tempo, Pacheco disse que a pauta econômica do governo não será atrasada por causa do veto.

LULA EM CAMPO MINADO EM 2024

O presidente Lula vai participar “diretamente” das campanhas municipais do PT em 2024, mas há “campos minados” nesse processo. A declaração foi dada hoje pelo senador Humberto Costa (PT-PE), coordenador eleitoral do partido. Segundo Costa, o presidente deve se manifestar mais claramente no segundo turno, uma vez forças aliadas federais divergem no município. ”É uma campo minado essa eleição”, alertou o senador.

BRASILEIRO BARRA ATAQUE A CRIANÇAS EM DUBLIN

Cinco pessoas, entre elas dois adultos e três crianças, ficaram feridas ontem em Dublin, capital da Irlanda, em frente a uma escola, depois de serem alvos de um ataque a faca de um imigrante muçulmano argelino. Hoje foi identificado quem barrou a continuidade do ataque terrorista: o entregador brasileiro Caio Benicio, de 43 anos, estava passando de moto. Desceu do veículo e acertou o agressor com o capacete.

O PADRE NO SEU LABIRINTO

DELATAR OU NÃO DELATAR, EIS Q QUESTÃO

imagem noticia

Editoria Regional com o blog BG

O BG foi o primeiro a divulgar a possibilidade de delação após entrar em contato com duas pessoas que acompanham as investigações contra o Padre Egídio e os desvios de verbas no Hospital Padre Zé. Os desvios apurados passam da casa dos R$ 150 milhões. Inclusive as fontes acreditavam que o pedido de prisão dele poderia ter sido feito antes, devido à gravidade dos crimes investigados. Uma conta de padaria mostra que o padre amealhou, no máximo, R$ 30 milhões em imóveis. E teria gasto, vá lá, mais R$ 10 milhões no luxo e na esbórnia. Cadê o resto do dinheiro? As duas funcionárias acusadas de cumplicidade levaram uma “laminha” de R$ 10 milhões para elas e outros paus mandados. Ainda sobrariam R$ 100 milhões para explicar o destino. É aí que mora o perigo.

DELATA
Para conseguir o perdão da igreja, o padre tem que DELATAR. Facilita também para o dos homens. A ideia circulou forte no meio da semana
Na terça-feira, o advogado Sheynner Asfora deixou o caso. Ele atuou na Operação Calvário, que desviou milhões dos cofres públicos da saúde do Estado. E decidiu à época fechar delação premiada com o Ministério Público. Agora, não vingou. O padre balançou, mas não caiu. Forças poderosas foram além das grades para segurar. Fontes ligadas a fontes ligadas ao padre, sob absoluta reserva, dizem que se dependesse dele, lavava a alma e confessava o que sabe.

TERREMOTO GRANDE
Outra fonte, que acompanha de perto as investigações, disparou em off para o BG: “Se o padre abrir a boca e fizer a delação, se prepare a Paraíba e João Pessoa”.

SUPERFATURAMENTO ALIMENTAR

PF VASCULHA RESIDÊNCIAS DE FAMOSOS EM BUSCA DE PROVAS

imagem noticia

Da editoria regional NE

Ligando os endereços às pessoas e as empresas aos contratos, fica claro que o famoso youtuber campinense, cuja residência foi vasculhada com aspectos da intimidade vazada nas redes, entrou de gaiato no navio. O caso é com a esposa, titular de uma empresa com suspeitíssimos contratos ilegais com dois grandes hospitais públicos de Campina Grande. E a esposa ser investigada não quer dizer que seja culpada. Sendo, a culpa não atinge o marido. Mas a fama cobra seu preço e não se fala em outra coisa na Paraíba.

NÃO É O ÚNICO
Não vamos avançar sobre fatos protegidos por segredo de justiça. Entretanto, a Operação Marasmo, deflagrada hoje por forças conjuntas da PF, da Justiça e do Ministério Público, incomodou uma parcela geralmente intocável da sociedade.

imagem noticia unica

PARENTE DE...
Não significa culpa, acobertamento ou envolvimento. Mas nos inevitáveis contatos pessoais ou via rede social, o fio do parentesco é inevitável. Fulana, cunhada de Beltrano, irmão de Sicrano. No máximo três conexões colocam o caso no coração do governo estadual. O desconforto que já era grande, hoje só fez aumentar.

INFERNO ASTRAL
Três semanas de inferno astral. Há 15 dias, eram deputados e ex-secretários de Saúde no olho do furacão. Semana passada foi a vez do denominado "padre ladrão", suspenso de ordem pela Igreja e preso pela justiça terrena. Hoje, essa devassa. Certas cabeleiras estão em pé.

E AGORA?
Aguardar para ver.

CASO DE HOJE

FAMOSOS ALVO DE BUSCA E APREENSÃO NA PARAÍBA

imagem noticia

Editoria Regional com blogs e informações exclusivas.

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União, deflagrou na manhã de hoje a Operação Marasmo, com o objetivo de combater um esquema de desvio de recursos públicos da saúde envolvendo dispensas indevidas de licitação, além de pagamentos sem cobertura contratual.

ALIMENTOS
Essas contratações tinham como objeto a aquisição de alimentos para suprir as necessidades de um hospital da rede pública em Campina Grande/PB.

BLOQUEIO
A 4ª Vara Federal determinou o bloqueio de R$ 3.262.998,00 (três milhões duzentos e sessenta e dois reais e novecentos e noventa e oito reais) em bens dos investigados, a fim de buscar a mitigação dos prejuízos causados aos cofres públicos.

MANDADOS
Foram cumpridos 8 mandados de busca e apreensão no município de Campina Grande/PB. Pelo menos um deles atingiu a residência de um famoso YouTuber e comunicador. O alvo não seria das buscas, mas uma familiar sua. Não tem como manter uma coisa dessas em segredo.

OS FATOS
A investigação teve início com a análise de contratações realizadas pelo Hospital de Clínicas de Campina Grande (HCCG), tendo por objeto a aquisição de refeições prontas, destinadas a funcionários e pacientes, no valor de R$ 8.695.306,61, pagos com recursos do Sistema Único de Saúde (SUS).

imagem noticia unica

DESVIOS
Foi constatado que os responsáveis pelos desvios não realizaram a licitação, mas fizeram contratações diretas, por meio de dispensas de licitação e termos de ajuste de contas (pagamentos sem cobertura contratual), com favorecimento de empresa e preços acima dos praticados em procedimento licitatório realizado para objeto semelhante.

MARASMO
O nome da operação é uma alusão ao estado patológico de atrofia progressiva dos órgãos e magreza excessiva que se sucedem a uma longa enfermidade, bem como à morosidade na condução do procedimento licitatório que deveria ter sido realizado e cuja pendência foi utilizada como justificativa para as contratações diretas.

DESDOBRAMENTO
Primeiro, parlamentares colocam recursos públicos para equipar hospital particular. Depois, um padre é tardiamente flagrado, depois de comandar desvios que podem chegar a quase R$ 170 milhões. Agora, irregularidades na compra de comida para hospital.

BRASÍLIA

LULA VETA DESONERAÇÃO DE EMPRESAS E HADDAD DIZ QUE NOVAS MEDIDAS SERÃO ANUNCIADAS EM BREVE

imagem noticia

Hylda Cavalcanti

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, deu uma entrevista no início desta manhã (24/11) para anunciar que o Governo Federal está estudando novas alternativas para compensação às empresas a serem implantadas em breve pelo Executivo. A fala de Haddad se deu depois da grande repercussão no meio empresarial e político do veto integral feito na noite de ontem (já bem perto da meia noite) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva à prorrogação da desoneração da folha de pagamento para 17 setores da economia, que tinha sido aprovada pelo Congresso.

NOVA SAIA JUSTA
A decisão de Lula de sancionar a matéria foi vista por muitos como uma vitória de Haddad e da equipe econômica do governo, mas provocou nova saia justa entre os parlamentares, uma vez que muitos deles ameaçam rejeitar o veto do presidente durante a sessão plenária que aprecia todos os vetos presidenciais. Enquanto empresários declararam que temem, com isso, aumento do desemprego, economistas renomados do país elogiaram a decisão, em razão do impacto positivo que terá para o benefício fiscal para as contas públicas.

VETO TOTAL
A proposta de prorrogação da medida – implantada no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro como medida de compensação para o empresariado em função das perdas no período da pandemia — foi aprovada pelo plenário do Senado no fim de outubro, depois de passar pela Câmara. O Governo Federa tinha até ontem (23/11) para tomar uma decisão e vinha empurrando o tema com a barriga. No final, Lula optou por vetar totalmente o texto, em publicação feita numa edição extra do Diário Oficial da União (DOU) desta quinta, às 23h53.

INCONSTITUCIONALIDADE
O chefe do Executivo seguiu a orientação dos Ministérios da Fazenda e do Planejamento, para quem a proposta seria inconstitucional por criar renúncia de despesa sem apresentar impacto e por ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal.
Em sua fala, Haddad disse que as mudanças feitas pelo Congresso Nacional em prol dos municípios são inconstitucionais, de acordo com parecer elaborado pela Advocacia-Geral da União (AGU). E que tudo isso foi explicado ao Congresso, que mesmo assim manteve o andamento e aprovação do projeto.

“ALTERNATIVAS”
“Vamos levar ao Congresso as razões do veto e as alternativas para a aprovação, que não tivemos chance de fazer”, enfatizou o ministro. De acordo com ele, as novas medidas só serão apresentadas após a finalização, por parte do Congresso, da aprovação das medidas econômicas enviadas pelo governo.

REVANCHE DA JUSTIÇA

A VEZ DO STF CASTIGAR O GOVERNO COM PRECATÓRIOS

imagem noticia

O presidente do STF, ministro Luís Roberto Barroso, agendou para segunda-feira (27/11) o julgamento da constitucionalidade de trechos da PEC dos Precatórios. Em julgamento virtual a validade do atual regime de pagamento de precatórios, títulos de dívidas do governo federal reconhecidas definitivamente pela Justiça. O relator Luiz Fux havia pedido que o julgamento ocorresse ontem. Mas na quarta-feira à noite o Senado aprovou a PEC o que gerou indisposição do STF com o Palácio do Planalto.

EXPECTATIVA PELA DECISÃO
O julgamento é esperado pela equipe econômica diante do fechamento do Orçamento da União para 2024. Governadores do Nordeste também têm interesse no julgamento, que pode liberar o pagamento de cerca de R$ 20 bilhões do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef) aos estados.

PARCELAMENTO CONTESTADO
O atual regime de pagamento foi aprovado no governo de Jair Bolsonaro e permitiu o parcelamento do pagamento de precatórios acima de 60 salários mínimos. A constitucionalidade do novo regime é contestada no Supremo em ações protocoladas em 2021 pelo PDT e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

PLANALTO CRITICA PEC
O julgamento é de extrema relevância para o Planalto e, principalmente, para a equipe econômica. Tanto que a Advocacia-Geral da União (AGU) inclusive já havia encaminhado uma manifestação em setembro apontando inconstitucionalidade de alguns trechos da PEC.

COMO PAGAR R$ 95 BILHÕES
Por meio da sessão, o governo pretende mudar a forma de contabilizar os precatórios, abrindo possibilidade de pagar R$ 95 bilhões da dívida atual por meio de crédito extraordinário ainda em 2023 e não vire alvo das punições estabelecidas no arcabouço fiscal para 2024.

BRASÍLIA

AÇÕES DE SAÚDE TÊM PRIORIDADE NA JUSTIÇA, DECIDE CNJ

imagem noticia

Hylda Cavalcanti

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou esta semana orientações para o cumprimento adequado das decisões judiciais nas demandas de saúde pública, aquelas por pedido urgente de vagas em unidades de terapia intensiva, para autorização de remédios que estão em falta na rede pública de saúde ou para a realização de cirurgias emergenciais que estão passando do prazo para serem realizadas. A proposta de recomendação também contempla estratégias para qualificar e racionalizar os processos judiciais voltados para o tema.

MAGISTRADOS E ESPECIALISTAS
A norma, conforme informações do Conselho, é resultado de um grupo de trabalho instituído para avaliar o tratamento do Judiciário às questões de saúde, que vinha atuando desde 2022. E que é formado por magistrados estaduais e federais especialistas no tema, além de membros indicados pelo Ministério da Saúde e pelo Conselho da Justiça Federal.

imagem noticia unica

AUXÍLIO
“O objetivo é auxiliar a magistratura a conduzir os processos sobre o tema, sem violar a autonomia e livre convencimento do magistrado, garantindo os direitos fundamentais e respeitando a institucionalidade do Sistema Único de Saúde (SUS)”, enfatiza o texto em sua justificativa. A recomendação, que passa a valer para todos os tribunais, é de consulta, pelos magistrados, ao portal público de registro de preço das tecnologias em saúde e a fixação de prazos razoáveis para o cumprimento das decisões.

INSTRUMENTOS
A recomendação deverá ser complementada por dois instrumentos. O primeiro é o fluxo de cumprimento de ordens judiciais nas demandas envolvendo o direito à saúde pública propostas contra a União e o, segundo, um manual destinado aos magistrados e à rede de saúde pública a serem elaborados conjuntamente entre CNJ, Conselho da Justiça Federal (CJF), Ministério da Saúde e a Advocacia-Geral da União (AGU) no prazo de 180 dias.

JUDICIALIZAÇÃO
De acordo com os estudos e debates realizados pelo grupo, o excesso de judicialização de demandas na área de saúde apresentou grande crescimento nos últimos três anos e meio, chegando a 1,5 milhão de processos ingressados no Judiciário. Isso representa um impacto financeiro nos cofres públicos. Fados da AGU são de que, entre os anos de 2020 a 2022, foram despendidos cerca de R$ 3,7 bilhões para a aquisição de medicamentos por via de dispensa ou inexigibilidade de licitação para fins de cumprimento de decisões judiciais no âmbito das demandas federais.

APOSENTADORIAS

MINISTRO ZANIN É CONTRA A REVISÃO DA VIDA TODA

imagem noticia

Com a Agência Brasil

O ministro Cristiano Zanin, do STF, votou hoje por anular o acórdão (decisão colegiada) que autorizou a chamada revisão da vida toda em aposentadorias pagas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O recálculo nos valores da aposentadoria fora autorizado pelo Supremo, em determinados casos, por 6 votos a 5, em dezembro do ano passado. O INSS recorreu da decisão, alegando que a Corte não analisou um ponto com potencial para mudar o resultado final do julgamento.

VOLTAR AO STJ PARA NOVO JULGAMENTO
Zanin concordou com os argumentos. Para o ministro, o caso deve voltar ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para novo julgamento, pelo plenário daquela corte. Isso levaria à nova análise para saber se os segurados têm direito ou não à revisão da vida toda.

PODE MUDAR DESFECHO
O voto de Zanin tem o potencial de mudar o desfecho do caso uma vez que, no julgamento anterior, outros cinco ministros também votaram por anular a decisão do STJ que autorizou a revisão da vida toda. Ou seja, caso eles mantenham o voto, a maioria pode mudar de lado. O tema voltou a julgamento no plenário virtual, ambiente digital em que os ministros têm um período para votar de forma remota. A sessão sobre o caso está marcada para durar até as 23h50 de 1º de dezembro.

MORAES E ROSA WEBER VOTARAM A FAVOR DA REVISÃO
Até o momento, acompanhou Zanin o ministro Luís Roberto Barroso, atual presidente do Supremo. Ambos divergiram do atual relator do assunto, ministro Alexandre de Moraes, para quem o julgamento do STJ foi válido. Moraes foi acompanhado por Rosa Weber. Os dois argumentaram que, ao autorizar a revisão da vida toda, o Supremo já deixou claro que considera o julgamento do STJ válido. Desse modo, o direito ao recálculo das aposentadorias ficaria garantido por ambos os tribunais.

MERCADO

Coluna Diária

Antônio Magalhães
Autor

APOSENTADO BRIGA COM O STF PELA REVISÃO DA VIDA TODA

Diante da possibilidade de derrubada do julgamento que, em uma vitória para os aposentados, autorizou a revisão da vida toda em aposentadorias pagas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o Instituto de Estudos Previdenciários (IEPREV) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o voto do ministro Cristiano Zanin seja desconsiderado.

SUPREMO PODE VOLTAR ATRÁS

A revisão das aposentadorias divide o STF. Em dezembro do ano passado, por apenas um voto de diferença, o tribunal concluiu que a correção é constitucional. Com a decisão, contribuições previdenciárias anteriores a julho de 1994 poderão ser consideradas no cálculo das aposentadorias.

RECURSO DO INSS REABRE PROCESSO

Os ministros voltaram a se debruçar sobre o processo porque o INSS entrou com recurso, que está sendo analisado no plenário virtual do tribunal. Entre o primeiro julgamento e a análise do recurso houve uma mudança na composição do Supremo. O ministro Ricardo Lewandoski, que votou a favor da revisão da vida toda, se aposentou. Zanin entrou no lugar dele e se manifestou em sentido contrário. O voto pode ser determinante para alterar a decisão inicial, que validou a revisão da vida toda.

ZANIN É O ALGOZ DOS APOSENTADOS

O curioso é que está valendo o voto a favor de Rosa Weber que se aposentou, ainda sem substituto, e não o de Lewandoski. Na verdade, para que seja sepultada a Revisão da Vida Toda o ministro Zanin quer invalidar a decisão anterior do STF, por sabidamente contar agora com maioria contrária a iniciativa. Ruim para os aposentados.

DISPARA BLACK FRIDAY ELETRÔNICA

O interesse dos brasileiros pelas promoções na Black Friday disparou desde a noite de ontem, e atingiu o pico perto da meia-noite, quando começou a sexta-feira de promoções. Entre os itens que tiveram maior aumento nas buscas, estão itens comuns nas promoções – como televisores e celulares –, mas também há interesse crescente por produtos menos comuns nessa promoção, como cervejas e pneu.

PICO ONTEM À NOITE

Segundo dados do Google Trends, plataforma que monitora buscas na internet, o interesse no Brasil pela Black Friday atingiu o pico no fim da noite de quinta e começo da sexta, quando muitas lojas de comércio eletrônico começam as promoções. Desde então, o interesse tem se mantido em alta, mas perdeu um pouco da força.

MAIS PROCURADOS

Entre os itens que tiveram maior aumento do interesse nas últimas quatro horas – de 8h às 12h no horário de Brasília, estão aparelhos de televisão, telefones celulares, tênis, geladeira e ar-condicionado. Também há buscas em ascensão por air fryer, ventiladores, cadeira gamer e notebook.

FRALDAS E CERVEJA

Outros itens menos comuns também têm elevado interesse na internet no Brasil. Fraldas, cervejas, mesa de jantar de seis lugares e pneus estão entre os itens que lideram o aumento das buscas no Brasil nas últimas horas.


FAIXA DE GAZA

GUERRA NÃO ACABOU. QUATRO DIAS PARA HAMAS LIBERAR SEQUESTRADOS

imagem noticia

O primeiro grupo de 25 reféns do grupo terrorista Hamas foi libertado e entregue a Israel nesta sexta-feira, (24/11), na primeira pausa da atual guerra desde o seu início, em 7 de outubro, quando o Hamas entrou em Israel, matou de forma cruel 1.400 civis e sequestrou 250.

ISRAELENSES E TAILANDESES
Esses primeiros libertados são 13 israelenses e 12 tailandeses. Eles foram entregues em uma operação na cidade de Rafah, próxima à fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito, após nove horas sem combates graças a um cessar-fogo acordado entre as partes.

ISRAEL DIZ QUE HAVERÁ DIA ADICIONAL PARA CADA 10 REFÉNS A MAIS
Outros reféns devem ser libertados nos próximos dias, totalizando 50 pessoas. Israel afirma que haverá um dia adicional de trégua para cada 10 reféns adicionais liberados pelo Hamas. A troca foi intermediada pelo Catar, Egito e Estados Unidos. Outros 200 sequestrados são mantidos reféns pelos terroristas do Hamas.


SAÍRAM DA PRISÃO 39 MULHERES E ADOLESCENTES PALESTINOS
Em troca dos 13 reféns israelenses libertados nesta sexta-feira, 39 mulheres e adolescentes palestinos saíram de prisões israelenses, informou o o porta-voz do ministério das relações exteriores do Catar, Majed al-Ansari. A maioria é de Jerusalém Oriental e das cidades de Nablus e Ramallah, na Cisjordânia. Em frente à prisão de Ofer, uma multidão esperava pela liberação dos prisioneiros palestinos.

BRASÍLIA

O “BREGA” TOMA CONTA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS. HOMENAGEM A REGINALDO ROSSI E EM BREVE O DIA NACIONAL DO BREGA

imagem noticia

Em meio a uma semana caótica, de muitas votações polêmicas no Congresso, os deputados federais viveram pelo menos dois momentos bem-humorados e histriônico. Depois da abertura de uma exposição com pinturas, desenhos e xilogravuras sobre o jumento, um grupo de parlamentares se reuniu na Comissão de Cultura da Casa, para discutir a instituição do “Dia do Brega”. Com direito a homenagens e cantorias de alguns dos maiores sucessos do cantor e compositor pernambucano Reginaldo Rossi.

AUDIÊNCIA PÚBLICA
A audiência teve direito a muitas risada e comentários engraçados e uma entoação. Num determinado momento, o colegiado da comissão, estimulado por um dos músicos presentes, começou a entoar a música “Garçom”, de Rossi, conhecido como “o rei do brega”. Na prática, o evento consistiu numa audiência pública formal, instituída pela Comissão de Cultura para discutir a criação do “Dia Nacional do Brega”. Dentre as possíveis datas para a homenagem, os deputados avaliam a possibilidade de 14 de fevereiro, por ser dia do nascimento de Rossi.

imagem noticia-2


CANTORES E BANDAS
Além dos congressistas que integram a comissão, a audiência contou com a presença de outros parlamentares que viram a movimentação e fizeram questão de se dirigir para lá, do filho de Reginaldo, o também cantor Roberto Rossi, dos músicos Conde do Brega, Michelle Mello, Brega Bregoso, Dany Myler, Rodrigo Mell e Nega do Babado. Conforme informações do Portal Poder 360, que cobriu a reunião, o primeiro a puxar a cantoria foi o cantor Conde do Brega, que elogiou o artista pernambucano e disse aos deputados que “tudo começou com ele”.

CULTURA POPULAR
A sugestão da audiência partiu da deputada Lídice da Mata (PSB-BA), que ressaltou ser “fã” do gênero. De acordo com Lídice, “o brega desempenha um papel fundamental na cultura popular brasileira e merece ser celebrado devido à sua relevância social, cultural e histórica”.

imagem noticia-3

XICO BIZERRA

Autor

O grande poeta e cronista sextou com a gente.

imagem coluna

DO CASSETE ÀS PLATAFORMAS Em tempos de plataformas digitais sinto-me uma fita cassete. Na melhor das hipóteses, um vinil. Mas vou tentar me transformar em pelo menos um CD. Prometo. Quando vejo meus netos, Bernardo, o mais velho deles com mirrados 10 anos, manuseando com a maior intimidade e destreza o aparelho celular de sua mãe, convenço-me plenamente de estar vivendo num tempo que não me pertence.

ZAP e PIX

Não que eu sinta saudades do telex ou do orelhão e suas fichas ou que não reconheça a utilidade do ZAP e do próprio celular. Não que eu ainda recorde o velho talão de cheques: dele, não mais faço uso. Utilizo, em seu lugar, o modernoso PIX, muito mais prático que aquela folhinha de papel que a gente assinava e o povo aceitava como se dinheiro fosse.

LERO-LERO COM MÁQUINAS

Tudo o que se faz hoje se fazia ontem, de outra forma, é verdade, mas todos éramos mais felizes. A diferença é que em minha época com cheiro de 'século passado’ as pessoas conversavam, trocavam ideias, havia tempo para um abraço, sobrava espaço para um sorriso, um aperto de mão. Ia-se aos lugares para se distrair, conversar, aos restaurantes para comer, à igreja para rezar, sem nada às mãos ou ao ouvido. Tudo se resolvia sem que fosse necessário dialogar com insensíveis máquinas.

ONDE ESTÃO OS LPS?

E para ouvir uma boa música bastava ligar a radiola e colocar um LP. Hoje dependo de um aparelhinho pequeno que até falar, fala. E toca música, e compra coisas, e manda e recebe recados, fuxiqueiro que é. Até bate retratos sem necessitar de filmes. Pelo menos não dependo mais da Kodak para fazer meus instantâneos. Salve os novos tempos. Vou me acostumar, se tempo houver.

NR

imagem coluna

Amanhã, sábado, 25/11, XICO BIZERRA defende as cores da literatura no Mesa de Bar, o superprograma de Wagner Gomes. Com um timão de feras, confira.


JOSUÉ SENA

Autor

Quem sextou com a gente foi o desembargador mais poeta do Brasil.

O SERTÃO VAI VIRAR POMAR O ensolarado Sertão pode,/ Antônio Conselheiro,/Não virar mar/ Mas por isso não se incomode/ Pode vir a ser um imenso pomar!/ A ser profeta, pois, me arrisco,/ Pelo otimismo que há em mim:/ Sertão verde! .Petrolina já é assim,/ Graças ao São Francisco!/ Vejam por quê. O sol é energia,/ Para gerar muita eletricidade / Com ela supram campo e cidade,/ Represem a água que a chuva anuncia./ Com água molhem a plantação/ E colham o fruto da redenção.


SALMEN GISKE

Autor

O empresário e cronista sextou com a gente.

COMO O VELHO JIPE SE TRANSFORMOU EM MARCO HISTÓRICO Depois de muitas aventuras, resolvi vender o "possante". No final de Janeiro, com o dinheiro restante, compro um pincel, uma lata de tinta verde e mãos à obra. Coloquei anúncio nos dois jornais. Estaciono o jipe na sombra debaixo de uma mangueira e sem nenhuma técnica ou conhecimento começo a pintar o veículo de verde. Mais acertado seria dizer melar o jipe. Terminada a tarefa vou descansar e sou acordado por palmas no portão: “ É aqui que estão vendendo um Jipe? ” “É sim, Pode entrar”.

RUMO AO QUINTAL

Levo o pretendente até o quintal onde está o Jipe e ao chegar lá quase tenho um enfarto. As flores da mangueira, pequenas e marrons, haviam coberto a pintura fresca e colado. O jipe parecia uma onça verde, pintada de marrom. Fico sem palavras e ele de olhos arregalados diz : “ Que maravilhoso já está pronto para o carnaval! Tá comprado. O jipe é meu”.

ENTÃO

Disse para mim mesmo: amém. Agora eu acredito em milagres. Deus existe.


ÂNGELA SIMÕES DE FARIAS

Autor

A nossa pós-poeta sextou com a gente.

GRANIZO & VENTANIAS Rajadas de vento,/ nuvens carregadas./ Riscos de afogamento, por lágrimas./ As condições não são favoráveis aos apaixonados unilaterais./ Há fortes temporais./ Houve um discreto deslocamento de massa de calor. /Mas nada que impactasse ciclones de paixões./ De verdade, há fortes ventanias e até quedas de granizo./ Aviso aos fragilizados:/ fiquem em alerta./ “O mar não está para peixe”./ Sequer para piaba.


CARLOS BEZERRA CAVALCANTI

Autor

Historiador do IAHGP sextou com a gente.

RECIFE DE ANTIGAMENTE RUA BARÃO DE SÃO BORJA RUA DO SEBO Haja vista o costume de se jogar lixo no local, ela ficou sendo chamada de "Rua do Sebo".

NA BOA VISTA/SOLEDADE

Está localizada num pequeno trecho que vai do Pátio de Santa Cruz, na Boa Vista, até a Soledade.

O PATRONO

imagem coluna

Seu nome é uma homenagem ao Barão de São Borja, Vitorino José Carneiro Monteiro. Recifense, nascido em 1816, faleceu em Porto Alegre aos sessenta anos de idade. Foi brigadeiro (general de brigada), lutou na Guerra do Paraguai, promovido a Marechal de Campo quando foi Comandante das Armas de Pernambuco.


Topo imagem

MALUDE MACIEL

Autor

A poeta e cronista sextou com a gente.

VIVER É LUTAR No mundo há uma eterna guerra/ Em diversas dimensões/ Cada dia uma batalha/ Variadas proporções/ Sempre uma luta diária/ Enfrentarmos pra viver/ E assim, vamos lutando/ Tentando sobreviver/ Às vezes nem percebemos/ O quanto há em conflito/ Porém, até com nós mesmos/ Acontece algum atrito/ E continuamos na lida/ De que viver é lutar/ Enquanto existir vida/ Há problemas pra enfrentar/ E quando nos falta força/ Para ficarmos de pé/ Algo vem ao nosso auxílio/ Reforcemos nossa FÉ.


ROMERO FALCÃO

Autor

O cronista sextou com a gente

O SOFÁ PEDE SOCORRO Na minha infância, ao acompanhar meus pais na visita da casa de parentes ou amigos, minha mãe, antes de sairmos de casa, chamava-me na grande: "escuta aqui, presta atenção, não mexa em nada na casa dos outros, nem tampouco pule no sofá, e tudo que quiser tem que primeiro pedir. Entendeu? Pronto, estava dado o recado bem dado. Prego batido, ponta virada. Ah! Se eu ousasse desobedecer. Os móveis--principalmente o sofá--- e objetos agradeciam a educação, o comportamento das crianças daquela época.

SUPLÍCIO

Mas hoje em dia, menino não ouve da boca dos pais e não está nem aí pra conservar valores em todos os sentidos. A maior vítima das crianças no mundo das mobílias é, sem dúvida, o torturado sofá. O da minha casa já sofreu muito nos pés de meninos e meninas incontroláveis, crianças que não conhecem um firme, não!

INDIFERENÇA

Quando os pais resolvem trazer esses diabinhos para me visitar, rezo para o meu sofá aguentar os chutes, pontapés e toda forma de suplício. O que me deixa mais angustiado, revoltado, é ver a indiferença dos tais pais diante do filho que destrói o sofá do amigo ou parente. Quando o pai faz que não vê, a mãe para tentar compensar a demência paterna, ensaia um carão, uma bronca que não passa de no máximo: "fulaninho, mamãe está vendo, viu. Assim não, assim é feio. Assim a gente vai embora". A reprimenda da mãe é tão patética e completamente destituída do mínimo de autoridade, que a criança ganha mais força e moral pra bagunçar geral, tocar o terror no desesperado sofá que já não suporta mais apanhar.

ARMADILHA MEDIEVAL

Um dia desses, segurei um menino pelos dois braços e disse: aqui não, seu pai não vai me dar um sofá novo. Pare de pular, agora! O moleque parou na hora. Mas o pai me jogou um olhar indignado, como quem diz: na casa que meu filho não tiver liberdade pra destruir sofá, não merece minha presença. Pegou o beco mais cedo, eu e meu sofá agradecemos imensamente. Para as próximas visitas, penso fazer uma armadilha nas entranhas da criatura de tecido macio. Umas carícias da idade média para pegar menino que não obedece e desafia o Deus pai. Mas o Cristo que habita em mim não permite nem pensar nos atos preparatórios. O pior de tudo que o caso--atos de vandalismo infantil no sofá da casa alheia--- não é isolado. Acontece bastante. Está acontecendo agora por aí.

PULA-PULA

PULA-PULA Hoje, no Pilates, contei o pesadelo do meu sofá para a fisioterapeuta, esta me falou da poltrona da sala da recepção, que também é violentada pelas crianças que chegam com os pais totalmente cegos para a rebelião dos filhos na clínica. Ela também sabe de outros casos, queixas de amigos, vizinhos, parentes. É, o negócio é mais sério, virou epidemia. Não comprarei mais sofá, vou encomendar uma esteira de praia que é muito mais econômica e menos atraente pra menino fazer de pula-pula.


EMANUEL SILVA

Autor

O nosso observador político e literário sextou com a gente.

PINÓQUIO, PINÓQUIOS Os Pinóquios terão vida mansa em 2024? “Era uma vez... Um rei! - dirão imediatamente meus pequenos leitores. Não, pessoal, vocês estavam errados. Era uma vez um pedaço de madeira”. Assim, o italiano Carlo Collodi inicia o livro "Pinóquio, o boneco menino", mentiroso, treloso e que desejava vida mansa. São muitos os personagens: Mestre Antônio (vulgo Cereja), Gepeto, Grilo Falante, o Gato, a Raposa, a Baleia...

ATUALIZANDO

Em 2023 temos muitos personagens se preparando para eleição do próximo ano. A se repetir a história serão muitas promessas e o desejo de vida mansa, com cerveja e picanha grátis. Porém, seria melhor reler as histórias.

QUE NOME?

QUE NOME? As escolhas dos Pinóquios “Que nome lhe darei? - disse (Gepeto) para si mesmo - Quero chamar-lhe Pinóquio. O nome dar-lhe-á sorte. Conheci uma família inteira de Pinóquios. Pinóquio o pai, Pinóquia a mãe e Pinóquios os meninos e todos estavam bem. O mais rico deles pedia esmola”. Seduzidos por músicas, promessa de árvores de dinheiro e de um lugar no paraíso onde não se estuda, nem trabalha e as férias começam no primeiro dia de janeiro até o último dia de dezembro, depois de uma temporada na "Terra dos Brinquedos", Pinóquio é transformado em um asno, sendo vendido para um Circo.

SEM RUMO

Os sinais emitidos para 2024 e 2025 não são animadores. Certamente teremos o convite insistente de Pavio para embarcar na carroça do homenzinho rumo a terra de ruas felizes, livres para tudo fazer. Depois...

GENTE

A realidade chegou e não tem varinha mágica No último capítulo, a fada deu nova chance a Pinóquio, mas somente depois que ele caiu na real e viu que nada se muda sem trabalho. Quando o boneco viu Gepeto doente tomou decisão de trabalhar ainda mais, de manhã até a noite. A dedicação não deu direito a folga. Dureza. Porém, o resultado foi a transformação real de Pinóquio em gente, mas com sua outra face de boneco de madeira sentado na sua frente. “- Como eu era engraçado quando era fantoche!... e como estou feliz agora por ter me tornado um garotinho bom! ”

FADA, FADO OU FADE?

A conta dos próximos anos com esta gastança, sem limite, imposta pelos Pinóquios aos Pinóquios já está chegando. Não teremos fada, fado ou fadix madrinh(a)(o)(x).


ZOCA MADUREIRA

Autor

MOVIMENTO ARMORIAL

imagem coluna

Está hoje no sextou a homenagem de O PODER a este movimento que destacou as raízes culturais do povo nordestino. Salve os mentores ARIANO SUASSUNA E ZOCA MADUREIRA.


ROSA FREITAS

Autor

A professora e autora sextou com a gente.

imagem coluna

DIREITO ELEITORAL PARA VEREADORES Lancei o livro na última terça-feira, durante o evento da União dos Vereadores de Pernambuco. Sou professora da Unicap, mestra e doutora em Direito e advogada pública da Prefeitura do Cabo. Comecei o projeto de um escritório voltado à administração pública e por necessidade de formação de parceiros também precisei estudar eleitoral. Daí surgiu a ideia do livro. Este, que apresento aos leitores. O livro foge a linguagem jurídica dogmática e procura com um texto simples e didático pensado para leigos ofertar aos leitores um texto simples e acessível.


FLÁVIO CHAVES

Autor

O poeta e acadêmico sextou com a gente.

imagem coluna

O motivo? Tem um novo e inspirado livro. O lançamento? Será no dia 1º de dezembro. Onde? Carpina, naturalmente, a terra Natal do poeta que sonha com musas e com a Prefeitura da sua cidade. Olha aí uma mistura apimentada.

CONVITE

imagem coluna

NELSON NUNES FARIAS

Autor

O Rei da Glosa e da música sextou com a gente.

ACORDAR, SER VERDADE. -Música de César Amaral - Letra de Nelson Nunes Farias - Intérprete: César Amaral - Arranjos: Claudinho de Monteiro - Áudio Brasil Estúdio. Vamos ouvir?


Contato

facebook instagram
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site.
Ao utilizar nosso site e suas ferramentas, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Jornal O Poder - Política de Privacidade

Esta política estabelece como ocorre o tratamento dos dados pessoais dos visitantes dos sites dos projetos gerenciados pela Jornal O Poder.

As informações coletadas de usuários ao preencher formulários inclusos neste site serão utilizadas apenas para fins de comunicação de nossas ações.

O presente site utiliza a tecnologia de cookies, através dos quais não é possível identificar diretamente o usuário. Entretanto, a partir deles é possível saber informações mais generalizadas, como geolocalização, navegador utilizado e se o acesso é por desktop ou mobile, além de identificar outras informações sobre hábitos de navegação.

O usuário tem direito a obter, em relação aos dados tratados pelo nosso site, a qualquer momento, a confirmação do armazenamento desses dados.

O consentimento do usuário titular dos dados será fornecido através do próprio site e seus formulários preenchidos.

De acordo com os termos estabelecidos nesta política, a Jornal O Poder não divulgará dados pessoais.

Com o objetivo de garantir maior proteção das informações pessoais que estão no banco de dados, a Jornal O Poder implementa medidas contra ameaças físicas e técnicas, a fim de proteger todas as informações pessoais para evitar uso e divulgação não autorizados.

fechar