imagem noticia

MERCADO – Coluna Diária - O TANGO ACELERA ACORDO

20/11/2023 - Jornal O Poder

imagem noticia


Antonio Magalhães


O presidente Lula conversou por telefone na tarde de hoje com a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen. A Fontes do Itamaraty acreditam que a ligação “ajuda como um impulso político” a essas negociações. No fim da semana que vem, os diplomatas vão avaliar se ainda haverá pendências e o que será preciso fazer para finalizar tudo a tempo da cúpula do Mercosul, em 7 de dezembro, três dias antes da posse de Milei na Argentina.

AGORA OS EUROPEUS TÊM PRESSA
Numa declaração nesta segunda-feira, segundo o site UOL, a Comissão Europeia insistiu que as negociações têm sido "extremamente construtivas" e que o plano é de que o processo seja encerrado até o final de 2023. O presidente eleito da Argentina, Javier Milei, declarou que poderia retirar seu país do Mercosul, num gesto que abalaria todos os planos de um pacto comercial entre os dois blocos, informa o site.

SUMIRAM RESTRIÇÕES AMBIENTAIS
Curiosamente, sumiram as restrições ambientais embutidas no acordo EU/Mercosul tinham barrado as negociações, segundo o próprio presidente Lula. Agora com Milei mandando na Argentina o negócio tem que ser fechado logo. O resultado da pressa não pode ser bom.

ABILIO DINIZ VÊ ESPERANÇA EM MILEI
O empresário Abilio Diniz, acionista de diversas grandes empresas brasileiras, escreveu, em um post no LinkedIn, que a vitória de Javier Milei à presidência da Argentina pode representar esperança àquele país, embora as dificuldades sejam enormes. “Como economista e como empresário, acompanho de perto a Argentina e seu povo”, escreveu Diniz. “Neste momento, estou torcendo muito por Milei e por uma efetiva mudança econômica e social porque estou torcendo por todos os argentinos.”

‘FERNÁNDEZ SÓ PODERIA DAR ERRADO’
Diniz escreveu ainda sobre a longa crise argentina, com “anos e anos perdidos, num país que teria tudo para ser um vencedor. Mas não.” Para ele, Maurício Macri, ex-presidente que antecedeu este governo, representou “uma grande esperança, com propostas de centro e que no papel pareciam ser a solução. Não conseguiu implantar quase nada de seus planos no seu mandato presidencial (2015- 2019). A crise se aprofundou, e ele acabou entregando o país a uma velha esquerda conhecida, antiquada e fracassada. É claro que o governo do peronista Alberto Fernández só poderia dar errado”.

NOVA FASE DO DESENROLA
Começou hoje nova fase do programa Desenrola Brasil, que passa a oferecer parcelamento a dívidas de até R$ 20 mil. A partir da etapa que começou nesta segunda, as pessoas poderão negociar essas dívidas com juros de 1,99% ao mês e dividir em até 60 vezes. Bancos públicos, como Caixa e Banco do Brasil, e privados devem estender o horário de atendimento durante o dia, para atender à demanda do programa.

GOVERNO PRESSIONA PETROBRAS POR COMBUSTÍVEL MAIS BARATO
O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, afirmou que a Petrobras avançou com uma nova estratégia comercial que prioriza o não repasse da volatilidade do mercado internacional do petróleo. “Não queremos mais levar para dentro da casa do consumidor a incerteza gerada por fatores geopolíticos imprevisíveis”, escreveu Prates na rede X, antigo Twitter. A postagem ocorre em meio a cobranças do Ministério de Minas e Energia (MME), para que a estatal reduza os preços dos combustíveis. Na sexta-feira, 17, em entrevista à GloboNews, o ministro Alexandre Silveira afirmou que “esperava da Petrobras manifestação mais efetiva de redução de preço”.

Deseja receber O PODER e artigos como esse no seu zap ? CLIQUE AQUI.

Confira mais notícias

a

Contato

facebook instagram
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site.
Ao utilizar nosso site e suas ferramentas, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Jornal O Poder - Política de Privacidade

Esta política estabelece como ocorre o tratamento dos dados pessoais dos visitantes dos sites dos projetos gerenciados pela Jornal O Poder.

As informações coletadas de usuários ao preencher formulários inclusos neste site serão utilizadas apenas para fins de comunicação de nossas ações.

O presente site utiliza a tecnologia de cookies, através dos quais não é possível identificar diretamente o usuário. Entretanto, a partir deles é possível saber informações mais generalizadas, como geolocalização, navegador utilizado e se o acesso é por desktop ou mobile, além de identificar outras informações sobre hábitos de navegação.

O usuário tem direito a obter, em relação aos dados tratados pelo nosso site, a qualquer momento, a confirmação do armazenamento desses dados.

O consentimento do usuário titular dos dados será fornecido através do próprio site e seus formulários preenchidos.

De acordo com os termos estabelecidos nesta política, a Jornal O Poder não divulgará dados pessoais.

Com o objetivo de garantir maior proteção das informações pessoais que estão no banco de dados, a Jornal O Poder implementa medidas contra ameaças físicas e técnicas, a fim de proteger todas as informações pessoais para evitar uso e divulgação não autorizados.

fechar