imagem noticia

Disponível a partir de hoje (02/03), aplicativo do CNJ objetiva facilitar doação de órgãos para transplante em todo o país. Entenda

02/04/2024 - Jornal o Poder

imagem noticia


A partir desta terça-feira (02/03)), o Brasil passa a ter regras que podem facilitar a doação de órgãos para quem precisa. Um aplicativo lançado ontem pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) registrará o desejo de futuros doadores no site ou no sistema do Conselho. A medida, além de facilitar os trâmites em caso de óbito, permitirá que os parentes de pessoas que precisam de órgãos para transplante tenham conhecimento sobre possíveis doadores com antecedência.

Fila longa

Conforme dados do Ministério da Saúde, atualmente 42 mil pessoas aguardam na fila por um transplante no Brasil. Destas, 500 são crianças. As estatísticas se tornam ainda mais alarmantes com a constatação de que, em 2023, 3 mil pessoas morreram antes de conseguir um doador.

Parceria

O aplicativo é parte de uma campanha iniciada pelo CNJ em parceria com cartórios de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal e com o Ministério da Saúde. Tem como objetivo mudar esse cenário e estimular as doações. Hoje, quem autoriza a doação em caso de morte encefálica é a família do paciente. "Isso não vai mudar, mas para fazer a fila andar mais rápido, a campanha quer tornar a intenção de doar mais transparente", ressaltou o responsável pelos trabalhos, o corregedor-regional de Justiça, ministro Luiz Felipe Salomão.

Mais celeridade

De acordo com Salomão, com a manifestação clara de futuros doadores, o número de transplantes, que em 2023 foi recorde, deve aumentar ainda mais. "A partir dessa campanha, vamos ter uma declaração inequívoca. Quem quiser doar vai poder de maneira rápida, simples e gratuita, deixar isso registrado: 'eu quero ser um doador, eu quero salvar vidas'. A partir dai, uma consulta também muito rápida poderá ser feita pelos órgãos de saúde para permitir a doação e o transplante de órgãos, quando e se houver esta possibilidade", afirmou o ministro.

No site

Isto porque o registro permitirá que o Sistema Nacional de Transplantes acesse a autorização, que poderá ser apresentada à família, comprovando o desejo e a vontade do doador. Quem tiver interesse em manifestar essa intenção já pode registar a doação no aplicativo ou no site www.aedo.org.br.

Deseja receber O PODER e artigos como esse no seu zap ? CLIQUE AQUI.

Confira mais notícias

a

Contato

facebook instagram
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site.
Ao utilizar nosso site e suas ferramentas, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Jornal O Poder - Política de Privacidade

Esta política estabelece como ocorre o tratamento dos dados pessoais dos visitantes dos sites dos projetos gerenciados pela Jornal O Poder.

As informações coletadas de usuários ao preencher formulários inclusos neste site serão utilizadas apenas para fins de comunicação de nossas ações.

O presente site utiliza a tecnologia de cookies, através dos quais não é possível identificar diretamente o usuário. Entretanto, a partir deles é possível saber informações mais generalizadas, como geolocalização, navegador utilizado e se o acesso é por desktop ou mobile, além de identificar outras informações sobre hábitos de navegação.

O usuário tem direito a obter, em relação aos dados tratados pelo nosso site, a qualquer momento, a confirmação do armazenamento desses dados.

O consentimento do usuário titular dos dados será fornecido através do próprio site e seus formulários preenchidos.

De acordo com os termos estabelecidos nesta política, a Jornal O Poder não divulgará dados pessoais.

Com o objetivo de garantir maior proteção das informações pessoais que estão no banco de dados, a Jornal O Poder implementa medidas contra ameaças físicas e técnicas, a fim de proteger todas as informações pessoais para evitar uso e divulgação não autorizados.

fechar