imagem noticia

Brasília às voltas com operação que desbaratou quadrilha responsável por sonegação de R$ 43,7 milhões. Saiba mais

02/04/2024 - Jornal o Poder

imagem noticia


Não são somente as articulações entre o Governo Federal e o Congresso com vistas às próximas votações que movimentam a agenda de Brasília nesta terça-feira (02/04), nem tampouco as reuniões técnicas nos ministérios. Políticos, servidores públicos federais e magistrados estão acompanhando o desenrolar da operação da Polícia Civil do Distrito Federal, deflagrada durante a madrugada para desmontar um grupo especializado em sonegação fiscal.

Prejuízos

Com base em Brasília, a quadrilha atuava há mais de dez anos. As suspeitas são de que tenha causado prejuízo de R$ 43,7 milhões aos cofres públicos do DF. Segundo as primeiras informações da polícia, a investigação, que durou meses, identificou um casal de empresários de Uberlândia (MG) residente na capital do país, como pivô do esquema.

Mandados

Os integrantes da quadrilha utilizavam empresas fantasmas, criadas com documentos falsos, inclusive carteiras de identidade, para sonegar impostos. Na operação, foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão em residências dos envolvidos, no escritório de contabilidade que prestava serviços ao casal de empresários e em outros locais. A ação contou com a participação de cerca de 30 policiais civis do Distrito Federal e dos estados de Minas Gerais e Paraná.

Ações de hoje

Na ação desta manhã, não houve buscas nos endereços das empresas envolvidas no esquema, uma vez que tratam-se de empresas fantasmas. Mas as diligências realizadas possibilitaram o recolhimento de provas para fortalecer os indícios contra os investigados, identificar outros envolvidos, verificar o destino dos valores sonegados, apreender bens e valores para ressarcir os cofres públicos e concluir o inquérito policial. Outros envolvidos nos crimes residem em Valparaíso de Goiás (GO) e Maringá (PR).

Investigados

Os suspeitos estão sendo investigados pelos crimes de integração em organização criminosa ou associação criminosa, sonegação fiscal, falsificação de documento, uso de documento falso e lavagem de dinheiro. Se condenados, podem pegar até 30 anos de prisão. A Polícia Civil do DF dará andamento à investigação para identificar todos os envolvidos no esquema e concluir o inquérito policial.

Deseja receber O PODER e artigos como esse no seu zap ? CLIQUE AQUI.

Confira mais notícias

a

Contato

facebook instagram
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site.
Ao utilizar nosso site e suas ferramentas, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Jornal O Poder - Política de Privacidade

Esta política estabelece como ocorre o tratamento dos dados pessoais dos visitantes dos sites dos projetos gerenciados pela Jornal O Poder.

As informações coletadas de usuários ao preencher formulários inclusos neste site serão utilizadas apenas para fins de comunicação de nossas ações.

O presente site utiliza a tecnologia de cookies, através dos quais não é possível identificar diretamente o usuário. Entretanto, a partir deles é possível saber informações mais generalizadas, como geolocalização, navegador utilizado e se o acesso é por desktop ou mobile, além de identificar outras informações sobre hábitos de navegação.

O usuário tem direito a obter, em relação aos dados tratados pelo nosso site, a qualquer momento, a confirmação do armazenamento desses dados.

O consentimento do usuário titular dos dados será fornecido através do próprio site e seus formulários preenchidos.

De acordo com os termos estabelecidos nesta política, a Jornal O Poder não divulgará dados pessoais.

Com o objetivo de garantir maior proteção das informações pessoais que estão no banco de dados, a Jornal O Poder implementa medidas contra ameaças físicas e técnicas, a fim de proteger todas as informações pessoais para evitar uso e divulgação não autorizados.

fechar