imagem noticia

Efeitos do Censo - Recife e outras 12 cidades vão ter menos vereadores depois das eleições 2024

09/07/2024 -

imagem noticia
A “Veneza” brasileira e mais 12 cidades com menos vereadores e representatividade no parlamento. Depois das eleições de 2024, a composição das câmaras municipais de alguns municípios de Pernambuco vai mudar. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), 13 cidades do estado, incluindo o Recife, terão menos vereadores a partir do próximo ano.

O Censo


A redução do número de cadeiras nas Câmaras de Vereadores pernambucanas é reflexo dos dados apurados no Censo 2022. No recenseamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população desses municípios diminuiu em comparação com o levantamento anterior, de 2010. Com isso, o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) e a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) estão atuando para garantir que o número de vagas nas Câmaras Municipais do Estado esteja de acordo com os dados da pesquisa realizada pelo IBGE.

A queda

De acordo com o TRE, a queda no número de residentes, nesses casos, implica a redução na quantidade máximo de vagas que os Legislativos municipais podem ter a exemplo de Recife. No Censo 2010, a capital pernambucana tinha mais de 1,5 milhão de habitantes. Doze anos depois, foi constatado que a cidade passou a contar com cerca de 1,4 milhão de moradores, o que representa uma diminuição de 3,17%.

Duas cadeiras

Com isso, segundo o TRE, a Câmara de Vereadores da capital pernambucana, hoje composta por 39 parlamentares, deve perder duas cadeiras, não podendo ter mais do que 37 representantes.

Mais cidades

Além do Recife, outras 12 cidades passam a ter menos vereadores a partir de 2025, sendo elas, Água Preta, no Agreste (de 13 para 11 vereadores); Carpina, na Zona da Mata Norte (de 17 para 15 vereadores); Ipubi, no Sertão (de 13 para 11 vereadores); João Alfredo, no Agreste (de 11 para 9 vereadores); Joaquim Nabuco, na Zona da Mata Sul (de 11 para 9 vereadores); Lagoa dos Gatos, no Agreste (de 11 para 9 vereadores); Mirandiba, no Sertão (de 11 para 9 vereadores); Saloá, no Agreste (de 11 para 9 vereadores); Santa Cruz, no Sertão (de 11 para 9 vereadores); são Bento do Una, no Agreste (de 15 para 13 vereadores); Triunfo, no Sertão (de 11 para 9 vereadores); e Vicência, na Zona da Mata Norte (de 13 para 11 vereadores).

O número

O novo número deve ser atualizado na Lei Orgânica dos municípios. Ontem, segunda-feira (08/07), o TRE informou que a Procuradoria Regional Eleitoral instaurou um Procedimento Preparatório Eleitoral para acompanhar essa atualização nas legislações de cada cidade.

alt='imagem noticia unica'>





Severino Lopes
Foto: Divulgação/CMR

Deseja receber O PODER e artigos como esse no seu zap ? CLIQUE AQUI.

Confira mais notícias

a

Contato

facebook instagram
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site.
Ao utilizar nosso site e suas ferramentas, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Jornal O Poder - Política de Privacidade

Esta política estabelece como ocorre o tratamento dos dados pessoais dos visitantes dos sites dos projetos gerenciados pela Jornal O Poder.

As informações coletadas de usuários ao preencher formulários inclusos neste site serão utilizadas apenas para fins de comunicação de nossas ações.

O presente site utiliza a tecnologia de cookies, através dos quais não é possível identificar diretamente o usuário. Entretanto, a partir deles é possível saber informações mais generalizadas, como geolocalização, navegador utilizado e se o acesso é por desktop ou mobile, além de identificar outras informações sobre hábitos de navegação.

O usuário tem direito a obter, em relação aos dados tratados pelo nosso site, a qualquer momento, a confirmação do armazenamento desses dados.

O consentimento do usuário titular dos dados será fornecido através do próprio site e seus formulários preenchidos.

De acordo com os termos estabelecidos nesta política, a Jornal O Poder não divulgará dados pessoais.

Com o objetivo de garantir maior proteção das informações pessoais que estão no banco de dados, a Jornal O Poder implementa medidas contra ameaças físicas e técnicas, a fim de proteger todas as informações pessoais para evitar uso e divulgação não autorizados.

fechar